Enem 2018 – Normas, Informações




Confira as normas e informações completas sobre o Enem de 2018.

O ENEM pode ser considerado o vestibular mais aguardado em todos os anos, dado a grande população de estudantes no Brasil. Entretanto, todos os colegiais que desejam participar deste certame público e garantir pontos para o vestibular em cursos superiores, necessitam conhecer e respeitar uma série de normas estabelecidas para que seja possível se programar da melhor maneira, no sentido de se manter informado a respeito da data e dos procedimentos de inscrição, sobre o pagamento da taxa, a data da realização das provas e demais compromissos.

As normas para participação do Enem em 2018 são as seguintes:

Até o ano de 2016 todas as provas eram ministradas em um só fim de semana, mas, a partir de 2017 começaram a ser realizadas em dois domingos seguidos. De acordo com as informações fornecidas pelo MEC, houve mudança significativa na ordem de realização dos exames. A partir deste ano os testes serão reunidos por similaridade, ou seja:


No primeiro domingo serão distribuídos os cadernos com 45 questões sobre as Linguagens; os Códigos e suas Tecnologias, como também as 45 questões versando sobre as Ciências Humanas e suas Tecnologias, seguidos da prova de Redação.

No segundo domingo, serão distribuídos os cadernos com 45 questões versando sobre a matéria de Matemática e suas Tecnologias, além de mais 45 questões versando sobre Ciências da Natureza e demais Tecnologias atreladas.

Com relação ao tempo de resolução dos testes, nada foi alterado. Na primeira etapa (primeiro dia), as provas deverão ser resolvidas, no máximo, em 5 horas e 30 minutos, somada uma hora a mais devido à prova de redação. Na segunda etapa (segundo dia), o período se estenderá por 4 horas e 30 minutos, rigorosamente computados.


A norma de abertura e fechamento dos portões foi mantida:

A abertura dos portões se dará às 12h, o fechamento dos portões se dará às 13h e as provas iniciarão exatamente às 13h30, conforme o horário oficial de Brasília. Atenção redobrada para os estudantes que residem longe. Todo o atraso resulta e impedimento de realização das provas.

Com relação à norma de isenção na taxa de inscrição, houve uma significativa alteração: até 2016 o critério se limitava a simples declaração de baixa renda, porém, o MEC decidiu firmar a norma. Todo candidato que solicitar isenção necessitará, por obrigação, estar inscrito em outro sistema, o chamado Cadastro Único nos Programas Sociais do Governo Federal, assim como informar de modo preciso o Número de Identificação Social (NIS).

Entretanto, em relação aos estudantes do ensino médio, a norma foi mantida, e a isenção continua automática para os alunos de escolas públicas já em vias de concluir os estudos no final de 2018.

Sobre o certificado de ensino médio houve alteração rigorosa na norma do Enem. A partir de 2017 o mesmo exame está proibido de ser utilizado como certificado de conclusão do ensino médio. Este era um benefício concedido aos candidatos acima dos 18 anos e sem conclusão de ensino médio. Entretanto, os mesmos poderão usufruir do Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos, o Encceja, que consiste em um serviço gratuito, disponível para todo brasileiro.

Sobre as inscrições, as mesmas terão início a partir do mês de maio de 2018. Serão 20 dias de prazo. Após esses vinte dias, não serão mais recebidas inscrições, conforme estabelecido pelo MEC. Portanto, todos os candidatos necessitam estar atentos e acessar frequentemente a página oficial do Enem, respeitando todas as instruções na tela.

Os documentos exigidos são: CPF; e-mail válido; telefone; senha para acesso; a opção de idioma de prova de língua estrangeira, ou seja, inglês e espanhol; a cidade onde reside e realizará a prova.

Sobre a taxa de inscrição, a norma é a mesma para as datas de inscrição. O pagamento do boleto deve ser efetuado conforme as datas estipuladas e não serão recebidos depois disso. Todas as agências bancárias receberão os boletos. O procedimento para download e impressão está especificado no link chamado GRU – Guia de Recolhimento da União, disponível no site. Não há reembolso por desistência.

Sobre a requisição de atendimento especial existem normas de solicitação para o devido atendimento especial, sendo que a mesma, obrigatoriamente, precisa ser realizada no ato da inscrição e devidamente adicionada. Ela atende às seguintes condições: baixa visão ou cegueira; visão monocular; deficiências físicas; deficiência auditiva ou surdez; deficiência intelectual; a situação de surdo-cegueira; situação de dislexia; o déficit de atenção; o autismo e a chamada Discalculia. Outras situações que o atendimento especial abrange são: as gestantes; as lactantes; os idosos; os estudantes de classe hospitalar e as demais pessoas em diversas outras condições específicas. O Enem oferece todo tipo de recurso especializado e legal para atender as condições acima citadas. Todo candidato precisa agir com um máximo de antecedência e boa fé, no sentido de não precisar responder penalmente.

Sobre o chamado cartão de confirmação de inscrição do Enem, o mesmo estará pronto e à disposição a partir da segunda semana de outubro de 2018. Este cartão será de grande importância para a orientação dos alunos. Trata-se de um documento que o candidato deve portar e de utilidade para diversos procedimentos e imprevistos.

Sobre os documentos aceitos pelo ENEM para a realização das provas, os candidatos estarão obrigados a portar qualquer identidade oficial válida, com foto e atualizada. Nesse rol estão: a carteira de identidade, expedida pela Secretaria de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar ou pela Polícia Federal; a Carteira Nacional de Habilitação; a identidade oficial de estrangeiro, as identidades profissionais oficiais; a carteira de trabalho ou de Previdência Social; o Certificado de Dispensa de Incorporação ou o certificado de reservista; um passaporte em prazo de validade atual. Somente essa categoria de documentos será aceita. Em casos de extravio será aceito BO.

No Enem só será aceita caneta esferográfica preta, produzida material transparente. Estão proibidos os lápis, as lapiseiras, as borrachas, as réguas, os corretivos, e objetos que o valham, tais como: smartphones, tablets, iPods, gravadores, relógios, chaves, fones de ouvido, transmissores e demais aparelhos digitais. Estão proibidas as apostilas e os livros. Em sala, estão terminantemente proibidas a utilização de óculos escuros; de chapéu; de capuz; de boné ou de gorros. Só será permitido falar com o fiscal da sala onde se estiver realizando o teste.

Para mais informações e atualizações acesse o site: https://www.enemvirtual.com.br/regras-enem-2018.

Por Paulo Henrique dos Santos

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *