Assuntos sobre Atualidades que podem ser cobrados no Enem 2018




Confira algumas dicas de assuntos sobre Atualidades do Brasil e do Mundo que podem ser cobrados na prova de 2018.

Caso você esteja se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) deve saber que as provas serão realizadas em dois domingos seguidos, 4 e 11 de novembro. Os locais de prova serão divulgados no mês de outubro. Mas aqui você pode conferir algumas dicas e destaques para assuntos sobre Atualidades do Brasil e do Mundo que podem ser cobrados na prova de 2018.

Eleições no Brasil

2018 é um ano eleitoral e, no momento de realização da prova do ENEM, o estudante já conhecerá qual será o novo Presidente da República do país que assumirá em 1º de janeiro de 2019. O primeiro turno está previsto para o dia 7 de outubro (domingo) e o segundo turno ocorrerá no domingo, dia 28 de outubro.


Além de votar para presidente, os brasileiros também elegerão governadores para o Poder Executivo estadual e parlamentares para o Senado e Deputados Estaduais e Federais.

Vale lembrar ao aluno que neste ano também é comemorada a terceira década da Constituição Federal. Apesar da grande quantidade de candidatos ao cargo de Presidente e pela instabilidade política vivida pelo Brasil nos últimos anos, há o que se celebrar pela conquista da democracia, pois como você estudou, o período da ditadura militar no país se estendeu de 1964 a 1985.

Protesto dos Caminhoneiros

Outro tema relevante que pode ser cobrado ao aluno na prova do ENEM é sobre a greve dos caminhoneiros que ocorreu no mês de maio de 2018. A respeito desse tema você deve recordar que a paralisação do transporte rodoviário no país foi articulada pelas redes sociais e que o pleito principal foi para que o preço do diesel e da gasolina fosse reduzido. Em pouco tempo, houve falta de abastecimento de mercadorias, inclusive de remédios e alimentos e paralisação do transporte público e privado. A conclusão desse assunto é que se tratou de uma greve ilegal, uma vez que foi organizada pelos empresários e não pela classe trabalhadora.


Intervenção Federal no Rio de Janeiro

Em fevereiro de 2018 foi aplicado pela primeira vez o que prevê o artigo 34 da Constituição Federal de 1988, quando prevê que o governo federal realize uma intervenção em estados a fim de amenizar a situação da insegurança pública. O presidente Michel Temer nomeou o general do Exército Walter Braga Netto para intervir na autonomia do estado do Rio de Janeiro. A previsão é de que o decreto que autorizou a decisão do presidente vigore até o dia 31 de dezembro de 2018, mas pode ser que essa operação seja estendida.

Cuba

Em abril de 2018, Cuba elegeu um novo presidente, Miguel Díaz-Canel. Essa é a primeira vez, desde a Revolução Cubana, que o país tem um presidente sem perfil militar. Os irmãos Castro governaram o país por cerca de 60 anos. O foco do governo atual é na reforma econômica e constitucional.

EUA

Em maio de 2018, o presidente dos Estados Unidos decidiu retirar o país do acordo nuclear que havia celebrado com o Irã, França, Reino Unido, China, Alemanha e Rússia em 2015.

Esse acordo impunha limites ao programa nuclear de Teerã e algumas sanções voltadas à economia tinham sido colocadas no acordo.

Coreias

No mês de abril de 2018 os governantes da Coreia do Norte e do Sul decidiram desnuclearizar a península. Além disso, estava agendado um encontro entre EUA e Coreia do Norte para o mês de junho, mas Kim Jong-un adiou a reunião. O que parecia um grande passo rumo à paz entre essas nações, sofreu uma estagnação.

Outros Temas

Algumas temáticas ainda recorrentes são: crise na Venezuela, crise dos refugiados na Europa e Guerra na Síria.

Por Melisse V.

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *