O Edital do Enem 2018 foi publicado e Exame traz mudanças no que tange o tempo de prova e as regras para o pedido de isenção da taxa de inscrição.

Para aqueles que pretendem ingressar em um curso superior em 2019 e, portanto, deverão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio em2018, saibam que um momento chave do processo foi concluído: a publicação do edital oficial do Enem 2018. O documento oficial foi publicado na manhã do dia 21 de março no Diário Oficial da União e dispõe das informações preliminares bem como mudanças para a edição 2018 da prova mais famosa do Brasil.

A divulgação oficial do edital foi através de coletiva de impressa com o Ministro da Educação, Mendonça Filho, e a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini. Dentre as principais mudanças, podemos destacar: maior tempo de prova, de forma a facilitar a vida dos candidatos e evitar aquela correria para terminar o exame; a realização do exame se dará em dois domingos consecutivos; a taxa de inscrição bem como as regras para pedido de isenção sofreram alterações.

A prova terá maior duração

Uma das maiores reclamações entre estudantes de todo o país era justamente quanto ao tempo total de provas, pois muitas vezes não era possível terminar todo o exame e muitos candidatos acabavam que “chutando” algumas questões para entregar o caderno de respostas.

Com isso, aqueles que participarem do Enem 2018 terão mais 30 minutos de prova para a realização da prova do segundo dia, que será composta pelos conhecimentos de Ciências da Natureza e Matemática. Com isso, no segundo dia, os candidatos terão um tempo total de 5 horas para entregar seus respectivos cadernos de respostas referentes às provas de Ciências da Natureza e Matemática. Para o primeiro domingo foi mantido o tempo total de 5 horas e meia para a realização das provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação.

Como já destacado, as provas continuarão a ser aplicadas em dois domingos consecutivos. Dessa forma, foi estabelecido que no dia 4 de novembro serão aplicadas as provas de Ciências Humanas, Linguagens e Redação. No domingo seguinte, 11 de novembro, os candidatos deverão fazer as provas de Ciência da Natureza e Matemática.

Taxa de inscrição e isenção

Outra informação bastante relevante no edital é justamente o período de inscrições. Os interessados podem confirmar sua participação no Enem 2018 entre as 10h do dia 07 de maio até às 23h59 do dia 18 de maio de 2018. A taxa de inscrição continua sendo R$ 82,00 e deve ser paga entre os dias 07 de 23 de maio de 2018.

Diferentemente das edições anteriores, os candidatos agora deverão solicitar a isenção do pagamento da taxa de inscrição antecipadamente. Com isso, eles deverão solicitar o pedido entre os dias 02 e 11 de abril de 2018 através da Página do Participante, que estará disponível no site oficial do Inep (www.inep.gov.br).

Podem solicitar este benefício os estudantes que atendem aos seguintes pré-requisitos: estar cursando a última série do ensino médio neste ano e em escola pública; ter cursado todo o ensino médio em escola pública; ou ter cursado o ensino médio em escolha privada na condição de bolsista integral além de possuir renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio. Também podem ser contemplados os candidatos que se declarem em situação de vulnerabilidade socioeconômica, como resultado de pertencer a família de baixa renda e estar devidamente inscrito no CadÚnico.

O resultado oficial dos pedidos de isenção deferidos será divulgado no dia 23 de maio de 2018 na Página do Participante.

Em 2018 o Enem deixa de oferecer a certificação de Ensino Médio para aqueles que prestam o exame com tal finalidade. A responsabilidade dessa modalidade ficará por conta do Encceja.

Para mais detalhes acesse o site oficial do Inep por meio do link www.inep.gov.br.

Por Bruno Henrique


Exame terá mudanças e deverá ter edital publicado esta semana.

O edital do Enem 2018 já tem data marcada para a sua publicação, que deve ocorrer no dia 21 do mês de março, quarta-feira, de acordo com a divulgação feita pelo Inep.

É isso mesmo, no final do mês de fevereiro o Inep divulgou que estava se reunindo junto ao Ministério Público Federal, a fim de mostrar as alterações que poderiam ser feitas no edital do Enem. Ainda de acordo com o Ministro, as mudanças que pretendem acontecer ainda não devem ser antecipadas.

Dessa forma, os interessados em realizar a edição do Enem 2018 podem ficar preparados para as mudanças que devem ocorrer em breve, já que alterações no edital, que nada mais são que a oficialização das novas regras do exame, acontecem com frequência.

Para quem não sabe, a prova do Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, desde 2009 vem sendo aplicada no mesmo formato, isto é, o candidato precisa fazer 180 questões e uma redação. Devido a grande extensão da prova, uma das regras que até os dias de hoje não se alterou é a de que o exame é dividido em dois dias. Sendo assim, em um dia resolve-se 90 questões e em outro dia diferente, outras 90 questões, além da redação dissertativa.

No entanto, ao longo dessas edições houveram diversas alterações, isto é, desde o novo formato de aplicação, que teve início no ano de 2009, as provas eram realizadas em um mesmo final de semana. Dessa forma, as provas de humanas e ciências eram aplicadas no sábado, sendo que cada uma delas possuía cerca de 45 questões. Já no domingo, as provas eram de linguagens, matemática e redação. O candidato tinha uma hora a mais para concluir o segundo dia do exame, em relação ao primeiro dia.

No entanto, inúmeros participantes estavam insatisfeitos com esse modelo de aplicação, devido ao grande desgaste mental e emocional que as provas causavam, especialmente quando realizadas em intervalos de tempo tão curtos. Dessa forma, após o Ministério da Educação realizar uma consultoria pública, logo no início de 2017, as regras do edital passaram por alterações e, dessa forma, ficou decidido que naquela edição as provas seriam realizadas em dois domingos consecutivos. Além disso, as provas de humanas, linguagens e redação seriam aplicadas no primeiro domingo. Por outro lado, no último final de semana seriam aplicadas as provas de matemática e ciências.

Outras mudanças aconteceram nesses últimos anos, porém, não tão grandiosas como essas últimas citadas logo acima.

O Inep, Instituto Educacional Preparatório, afirmou que haverá mudanças. Contudo, não quis divulgar alguns trechos de antemão, por isso, para conhecer as novas regras será preciso esperar.

É importante ressaltar ainda a necessidade de os candidatos procurarem estar a par das novas regras previstas para o Enem 2018. Isso porque saber quais serão as mudanças logo no início é bom não só para que o candidato possa se preparar melhor para as provas, que serão aplicadas nos primeiros finais de semana do mês de novembro, como também faz com que o candidato chegue ao local da prova mais confiante. Até porque, sabe-se que para realizar uma boa prova e conseguir uma média satisfatória, é preciso bem mais que apenas dominar os conteúdos que são cobrados.

Nos dias de hoje, o Enem é considerado o segundo maior exame de seleção do mundo. No Brasil, podem realizar o Enem estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio, como treineiros, isto é, podem realizar o exame, mas mesmo que alcançar uma pontuação suficiente para entrar em uma universidade, eles não podem participar dos programas de seleção. Por outro lado, aqueles que estão no 3º ano, último do Ensino Médio, já podem participar de programas governamentais que selecionam os candidatos para a formação de nível superior. Sendo assim, os programas são os seguintes Prouni, Fies e Sisu.

Ana Paula Oliveira Coimbra





CONTINUE NAVEGANDO: